Como é sempre bom ter plantinhas pela casa, os mini jardins no aquário são uma alternativa linda e que ocupam pouco espaço. Mas para ter um belo e harmonioso mini jardim, é preciso seguir algumas regras. As plantas escolhidas precisam ter a mesma necessidade de luz e água, o tamanho do aquário precisa ser adequado às espécies e quantidade de plantas colocadas nele

Os jardins feitos em ambientes de vidros são chamados de terrários ou terrarium, como aquária têm uma maior abertura superficial, são os ambiente mais indicados para fazer um aquário você mesmo. É sempre importante também, antes de fazer o terrário, que o aquário escolhido já tenha um lugar para ficar, o tamanho e o modelo dele devem combinar com o ambiente que vai ocupar.

Pensado em tudo, para fazer o mini jardim é preciso escolher as melhores espécies para ficarem nesse ambiente, elas são:
Vale da Lua, Fitônia (planta mosaico), Peperômia, Musgo tapete, Barba-de-velho, Mini-cálamo-do-japão, Asplenium bulbiferum, Gerânio morango, Samambaia pequena. Estas são as plantas mais acessíveis dentre as que são adequadas para um mini jardim de aquário. Mesmo que essas espécies não cresçam muito, é importante nõ lotar o aquário de plantas, para elas não se sobreporem as outras.

Depois de escolhidas as plantas, para o jardim, confira o que você vai precisar e o passo a passo:

– 1 Colher e 1 garfo amarrados em um espetinho(que servem como pá e ancinho. Eles são utilizados para comprimir a terra depois que você plantar as mudas)
– Rolha amarrada em um espetinho.
– Um aquário de vidro (quadrado, retangular ou redondo)
– Mudas de plantas pequenas
– Musgo
– Terra
– Areia
– Funil

1 – Comece lavando muito bem o vidro com detergente e enxaguando com água e desinfetante. Isso mata algum fungo que possa estar presente no vidro. Depois, enxágue e deixe secar.

2 – Usando um funil, derrame uma camada de 2 a 5 cm de cascalho no fundo do vidro. Cubra o cascalho com carvão de lenha para o composto não ficar ácido. Depois coloque uma camada entre 8 a 13 cm de composto. O composto de turfa é o indicado para os terrários e deve estar bem seco no momento da montagem para não grudar no vidro. Você pode fazer toda essa etapa com a ajuda da colher ou do garfo, para espalhar direitinho os materiais.

3 – Decida a posição das plantas e, com a colher, abra um furo para cada uma. Coloque, então, as mudas. Lembrando que mudas altas devem ficar no centro do aquário, mas comece a plantar as mudas pelas bordas, para ficar mais fácil.

4 – Com o espetinho de rolha, comprima o composto em torno das raízes.

5 – Quando terminar, regue o composto levemente com ajuda de um vaporizador e feche o aquário. Caso a água comece a condensar demais nas paredes do vidro, destampe por um dia para que ela evapore. E, se não houver nenhuma condensação, significa que você economizou demais na água. Tire a tampa e vaporize novamente.

Obs: o terrário também pode ser deixado aberto sem problemas. A diferença é que no aberto, sempre vai ser preciso regar ou vaporizar, porque quando ele está fechado, funciona como um mini ecossistema, se cuidando sozinho, só precisa de luz.

Comments

comments

COMPARTILHAR
Artigo anteriorMusgos
Próximo artigoSPHAGNUM – UM PEQUENO MUSGO DE GRANDE IMPORTÂNCIA
Busco em toda a web e com as pessoas e parceiros que consigo, informações sobre o hobby do aquarismo. Espero poder ajudar a todos que praticam o hobby, pois quando iniciei tive que pesquisar muito e muito mesmo, espero estar ajudando a todos. Seja um Editor nos envie uma mensagem e participe de nosso portal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here